21/12/2015

Empresa fatura R$44 milhões vendendo passagem aérea para classes C e D

Vai Voando oferece aos moradores de favelas e periferias a possibilidade de comprar passagens através de um sistema de compra pré-paga.

21-12-2015

vai-voando-noticiasFoto: Divulgação

As férias de fim de ano estão chegando e, com elas, chega também a oportunidade de Dona Maria visitar seus parentes no interior de Fortaleza. Ela não os vê há mais de um ano. Dessa vez, ela se programou e, em vez de viajar de ônibus e passar mais de dois dias na estrada, Dona Maria comprou uma passagem aérea e vai chegar ao destino em apenas 3 horas de avião.

O que para muitos integrantes das classes C e D poderia parecer inviável, para ela, foi possível devido a um sistema de compra pré-paga do ticket. O exemplo ilusório serve para mostrar a proposta da empresa Vai Voando, que nasceu com o objetivo de atender um nicho de consumidores que não estava sendo atingido pelas agências de viagens e que as companhias aéreas não conseguiam alcançar. 'Trabalhamos com pessoas das classes C e D e é nas favelas e na periferia que temos espaço', explica o diretor da empresa, Luiz Andreaza.

A Vai Voando vende, em média, 9 mil passagens por mês, através de cerca de 300 pontos espalhados em regiões próximas a favelas e periferias do país. Em 2015, a companhia deverá fechar o faturamento com R$ 44 milhões, quase 20% a mais do que no ano passado. Para Andreaza, o crescimento está diretamente ligado ao potencial a ser explorado: 'estamos em um momento de expansão porque entendemos que ainda existe muito potencial. Viajar é uma necessidade para esse público e, por isso, a nossa demanda continua avançando.'

As estratégias para a Vai Voando decolar
Pagamento feito em parcelas suaves, sem juros e sem a necessidade de comprovar renda e de ter um fiador. Para oferecer todas essas condições aos seus clientes, a empresa estabeleceu acordos com as principais companhias aéreas que operam no Brasil. 'Elas nos fornecem condições com tarifas e prazos mais voltados para poder atender a esse público e rentabilizar o nosso negócio', conta Andreaza.

Segundo ele, a Vai Voando realiza uma espécie de reeducação financeira do cliente, incentivando ele a se programar para suas próximas viagens. O diretor revela que no início foi bem difícil adaptar e desenvolver o modelo de negócio da organização: 'começamos de um jeito, mas mudamos muita coisa. O conceito, a ideia e os princípios são os mesmos, no entanto, o produto se reinventou algumas vezes para chegar onde estamos hoje.'

Para ter um elo entre a empresa e os clientes, a Vai Voando optou por uma venda 'terceirizada'. De acordo com Andreaza, com a ajuda de lideranças comunitárias, são definidos parceiros que são moradores das próprias regiões, a fim de aproximar a organização dos consumidores. 'Como essa venda é feita por um terceiro que, na maioria dos casos, não possui experiência alguma no ramo, a gente forma a mão de obra e faz um processo do zero; isso é desafiador.'

← Voltar

Clique nas imagens abaixo e faça download dos arquivos em alta resolução:

  • Logo vetorizado (EPS) - Positivo

  • Logo vetorizado (EPS) - Negativo